MACONHA: mentiras e verdades

1)É mentira dizer : maconha NÃO vicia . Porque na planta chamada maconha há ,entre os seus 500 componentes, o THC- delta-9-tetrahidrocanabinol – que altera o funcionamento do cérebro, criando a dependência, tornando o uso da droga prioridade. Motivo da maconha ser droga proibida no Brasil, Mas a lei é ignorada por prefeituras que autorizam cracolândias e banalizam o uso , incentivando, portanto, até adolescentes experimentarem. E quando adolescente experimenta maconha ,tem risco sete vezes aumentado de se tornar dependente, As consequências são devastadoras: fumar maconha altera de forma duradoura a eficiência cerebral, além de causar depressão,surtos psicóticos, esquizofrenia e tentativas de suicídio.

2)É mentira dizer :maconha acalma.”Atualmente, nota-se que os níveis de THC da maconha estão cada vez mais elevados , causando crises graves de pânico e ansiedade “, explica o psiquiatra Juan Pablo Roig Albuquerque. Também o centro referência de estudos sobre drogas no mundo, o National Institute on Drug Abuse alerta: “maconha torna a pessoa lenta, com menor satisfação com a vida, pior saúde mental, pior saúde física e com maiores dificuldades nos relacionamentos”,

3)É mentira dizer: quem fuma maconha trabalha e estuda. A realidade é que os dependentes de maconha abandonam os estudos, porque têm atenção e memória prejudicadas, No trabalho, faltas frequentes, acidentes e lesões.

4) É mentira dizer : maconha não prejudica os pulmões. Estudos do National Institute on Drug Abuse alertam: “ A fumaça da maconha irrita os pulmões. As pessoas que fumam maconha frequentemente podem ter os mesmos problemas respiratórios que aqueles que fumam tabaco:tosse, catarro diariamente, doenças pulmonares mais frequentes e maior risco de infecções pulmonares”.

5)É mentira dizer : “maconha abre a mente e deixa a pessoa mais criativa, melhor que remédio”. A verdade é que a maconha prejudica memória, raciocínio e capacidade de resolver problemas. Quando fumada na adolescência, maioria dos casos hoje no Brasil, altera de forma duradoura a eficiência cerebral, alerta o psiquiatra Pablo Roig, com a experiência de quem trata há 42 anos dependentes de drogas.,

6)Os dependentes e defensores repetem: Já que o álcool e cigarro são liberados, por que não liberar a maconha? Segundo dados da indústria do tabaco, cigarros contrabandeados,representam cerca de 30% do consumo no Brasil.BEBIDAS ALCOÓLICAS ilegais representam 15,5% do consumo total no país, alerta a Organização Mundial de Saúde.

MACONHA PODE CAUSAR depressão com tentativa de suicídio. esquizofrenia, infarto, vômitos intensos.

ESQUIZOFRENIA POR MACONHA 

-Psiquiatra Valentim Gentil, em “Maconha e Demência Precoce”confirma esse gravíssimo risco; 

-psiquiatra Sergio de Paula Ramos afirma“eliminar o uso de maconha poderia reduzir em 8% o número de casos de esquizofrenia ”; 

estudos do National Institute on Drug Abuse concluem que “o uso de maconha tem sido associado a doenças mentais: alucinações temporárias;paranóia temporária;agravamento dos sintomas em pacientes com esquizofrenia – um distúrbio mental grave com sintomas como

alucinações, paranoia e pensamento desorganizado;também tem sido associada como depressão, ansiedade e pensamentos suicidas entre os adolescentes.;

maconha aumenta EM CINCO VEZES o risco para esquizofrenia, conclui pesquisa em registros médicos realizada pelo Centro de Saúde Mental do Hospital Universitário de Copenhague, na Dinamarca. “A equipe analisou registros de usuários de maconha diagnosticados com a doença”, informa o jornal britânico Daily Mail. “A pesquisa mostra que “a dopamina – hormônio do prazer – liberada pela droga, é grande risco para desencadear a doença.” 

ATAQUE CARDÍACO 

A maconha aumenta a frequência cardíaca por até 3 horas depois de fumar. Este efeito pode aumentar a chance de ataque cardíaco. As pessoas idosas e com problemas cardíacos têm maior risco.

VÔMITO INTENSO 

• O uso regular e prolongado de maconha pode levar algumas pessoas a desenvolver a Síndrome de Hiperêmese Canabinóide. Isso faz com que os usuários experimentem ciclos regulares de náusea, vômito e desidratação severos, às vezes exigindo atenção médica de emergência. 

-SUICÍDIO

Segundo o National Institute on Drug Abuse, adolescente que fuma maconha pode ter depressão, ansiedade e pensamentos suicidas.

MACONHA SINTÉTICA
Conhecida como Spice ou K2, é material vegetal borrifado com produtos químicos ou outras substâncias que são vendidas em pequenos pacotes coloridos.Tem sido causa de overdoses em massa nos Estados Unidos.Jovens em estado grave pelo uso dessa “maconha sintética” já foram internados na Clínica Greenwood , em São Paulo.O diretor da Greenwood, psiquiatra Pablo Miguel Roig, CRM 24968, descreve os efeitos do Spice ou K2, também chamada “maconha sintética”

-alucinações;
-ansiedade;
-paranoia;
-náusea;
-taquicardia;
-prejudica os rins;
-overdose;
-morte

FONTES DE PESQUISA:

NIDA-National Institute on Drug Abuse

Instituto Greenwood- Centro de Ensino e Pesquisa

Psiquiatra Pablo Roig, Diretor da Clínica Greenwood e Presidente do Conselho Editorial do Instituto Greenwood

Psiquiatra Valentim Gentil Filho, da USP

Psiquiatra Juan Pablo Roig Albuquerque

Cardiologista Nabil Ghorayeb

#MACONHA NÃO